Segue a lista de possíveis ingredientes que podem ser de origem animal, além de ingredientes que podem “enganar”:

[Atualização em 7/junho/2019: sobre o emulsificante, por favor, leia abaixo]

乳化剤 (nyūkazai), em português emulsificante pode ser de origem animal ou vegetal, na maioria dos produtos daqui do Japão, o emulsificante é de origem vegetal e eles colocam assim no rótulo: 乳化剤 (大豆由来) nyūkazai (daizu yurai), em português emulsificante (origem da soja), assim fica mais fácil para saber sua origem. Porém, acontece de ter rótulos não especificando a origem e para saber a procedência, somente entrando em contato com a empresa.
Recentemente num grupo de veganos gringo aqui no Japão vi que uma pessoa postou sobre conter gordura de porco em emulsificante que está escrito como emulsificante de origem de soja, porque eles estão especificando a soja que é um dos 27 alimentos alergênicos e por isso é necessário especifica-lo, ou seja, a partir de agora mesmo que esteja escrito que é de origem de soja precisará perguntar se não vai gordura de porco também.
Não achei nenhum artigo relevante sobre o emulsificante em português, achei um em um site gringo e vou deixar tanto a parte que nos interessa, quanto o link do artigo caso você tenha interesse em lê-lo:

Mono- and diglycerides of fatty acids (E471) are semi-synthetic emulsifiers made from glycerol and natural fatty acids, which can be from either plant or animal sources.”
Tradução: Mono – e diglicéridos de ácidos gordurosos (E471) são emulsionantes semi-sintéticos feitos de glicerol e ácidos gordurosos naturais, que podem ser de origem vegetal ou animal.
Fonte:
Food Additives and Ingredients Association 

香料 (kōryō), em português aroma ou aromatizante quando não especificado sua origem é melhor se atentar. Ele pode ser de origem animal ou vegetal, o problema que a maioria dos rótulos dos produtos daqui do Japão eles não especificam que tipo de aromatizante estão usando, portanto, se deseja realmente consumir o produto a melhor maneira de saber é contatando a empresa.
Para entender sobre o aromatizante clique neste link.

着色料 (Chakushoku-ryō), em português corante pode ser de origem animal ou vegetal, se for de origem animal pode ser de cochonilha, moluscos, etc.. já o de origem vegetal pode ser de vegetais e plantas. Alguns rótulos eles especificam sua origem, e quando é de origem vegetal está escrito assim: 着色料(野菜色素) (chakushoku-ryō (yasai shikiso)), em português corante (corante vegetal).
Para entender sobre o corante clique neste link. E para fazer corante vegetal caseiro segue as receitas neste link. 

ビタミンB1, B2, B5, B6 e B12 (bitamin), em português vitamina também pode ser de origem animal ou vegetal, precisa contatar a empresa para saber de sua origem, pois raramente é especificado.
Para entender sobre as vitaminas clique neste link. 

ビタミンD (bitamin), em português vitamina pode ser de origem animal ou vegetal (sintetizada), muitos alimentos como os leites vegetais por exemplo contém vitamina D, é preciso contatar com a empresa para saber de sua origem.
Para entender sobre as vitaminas clique neste link.

貝カルシウム (Kai karushiumu), em português cálcio de molusco. Esse nem precisa falar que é de origem animal. 

はちみつ (Hachimitsu), em português mel também vem de exploração animal, portanto, não é vegano.
Entenda o problema de consumir mel aqui. 

砂糖 (satou), em português açúcar. Infelizmente aqui no Japão o açúcar ainda é fabricado usando o carvão ativado, ou mais conhecido como, bone char. Escrevi uma matéria exclusivamente falando sobre o açúcar, para saber mais, clique aqui.

乳酸カルシウム (nyūsan karushiumu), em português lactato de cálcio, apesar da palavra começar com o kanji de “leite”, esse ingrediente não é de origem animal, e sim vegetal.
Para entender sobre o lactato de cálcio clique aqui.

Obs: Lista sujeita a alteração e atualização conforme as pesquisas da autora.

Qualquer dúvida, por favor, deixe nos comentários que irei responder todos vocês!

Translate »