Infelizmente, devido a chuva a ação ativista Japan Dolphins Day no dia 1 de setembro em Nagoya foi cancelada, o grupo Animals Rights da região de Chubu irá ver outra data e remarcar, assim que eu souber irei postar novamente no blog e na página para que vocês saibam e se puderem, participar também.
Todas as outras cidades do Japão realizaram a ação ativista, a cidade de Tokyo foi a que mais teve participantes, enquanto as outras cidades teve entre 5 e 6 pessoas, mas de qualquer forma, é um começo.
As ações foram em lugares estratégicos onde passam muitas pessoas, os ativistas seguravam placas e também haviam ativistas com auto falantes falando sobre a exploração de golfinhos em Taiji.

Alguns ativistas japoneses foram até o vilarejo de Taiji protestar contra a captura e a caça, poucos ativistas foram, mas no meu ponto de vista muito corajosos em enfrentar pessoalmente a máfia que é essa indústria. A ação aconteceu na frente da propriedade dos pescadores, onde eles levam os golfinhos capturados e os que foram mortos também.

Ativistas do Ric O’ Barry’s Dolphin Project são os únicos que no momento são permitidos entrar no Japão e estarem em Taiji, uma postagem recente do capitão da Sea Shepherd, Paul Watson (leia aqui – em inglês) conta que uma ativista da SS vindo da Austrália tentou entrar no Japão, mas foi barrada no aeroporto de Tokyo sendo interrogada por horas, ter as suas bagagens e até o seu corpo revistado e ser forçada a voltar ao seu país, mesmo tendo vindo outras vezes para o Japão como voluntária e estar com o visto tudo certo, o Japão criou uma imagem muito ruim da ONG os chamando de “eco-terroristas” pelo fato de não só estarem em Taiji levantando as suas vozes pelos golfinhos, mas também por seguirem os barcos japoneses quando eles estão na Ántártida caçando baleias com a desculpa de “pesquisa científica”.

Abaixo, a live que um ativista do Rio O’ Barry’s Project fez da ação ativista dos japoneses em Taiji:

Para quem compreende o idioma japonês, consegue entender claramente que os nacionalistas, segundo o ativista que está fazendo a live, estão tentando intimidar os ativistas usando ofensas, mas mesmo assim os ativistas não se intimidam e continuam com a ação.

A moça que está falando incansavelmente no auto falante e muitas vezes até de uma forma raivosa e agressiva, manda os ativistas irem embora, questiona o porquê os ativistas estão fazendo isso “contra” o seu próprio país, que a prática é cultural, depois vem o outro nacionalista e começa a falar falácias que nós veganos estamos acostumados em escutar como: “se vocês se importam com a vida, as plantas também são vidas, não são?”, “todos os animais tem vida”, sem saber que a maioria deles são veganos, senão, vegetarianos.
Em outro momento, por falta de argumento o mesmo senhor nacionalista começa a falar: “não matem os gatos, eles são bonitos”, “a vida dos gatos importam, a vida dos porcos importam, seus burros”, “vocês são assassinos de gatos”.

E como se não bastasse, depois os pescadores fizeram um churrasco com carne de baleia na enseada, onde eles aprisionam, capturam e matam os golfinhos.

E assim aconteceu a ação ativista em Taiji, a ação mais tensa em defesa dos golfinhos aqui no Japão.
Mesmo diante de ofensas e xingamentos, os ativistas não deixaram um minuto sequer de continuar com a ação e ir até o final, tem a minha admiração e o meu respeito.

Desde que começou a temporada de caça ainda não houve nenhuma captura, seja por falta de “sorte” dos pescadores (sorte que na verdade é dos golfinhos) ou pelo mal tempo, vamos sempre torcer para que continue assim!
Quem quiser acompanhar a temporada de caça de golfinhos em Taiji, indico a página do Ric O’Barry’s Dolphin Project, ativistas estão no local e eles estão sempre postando notícias.
Página do Facebook: https://www.facebook.com/RicOBarrysDolphinProject/

Lembrando que a captura e a caça desses animais só existe porque as pessoas financiam esses locais que usam os golfinhos e outros animais também como entretenimento, se você é contra a prática pois compreende que não temos esse direito, por favor, não frequente mais aquários e zoológicos, ou qualquer outro local que explore animais para a sua diversão!

Translate »